Histórico

O Festival Unicanto de Corais surgiu em 1994 com o objetivo de estimular e divulgar a prática do canto coral, e colocou Londrina e região na vanguarda dessa modalidade no Brasil.

O Festival oferece programação tanto para Londrina quanto para as cidades da região. Além dos concertos oficiais no teatro, os concertos paralelos em empresas, bancos, supermercados, hospitais, asilos, shoppings centers e espaços públicos, levam o canto coral para pessoas que dificilmente vão ao teatro.

Na sua terceira edição, o Festival Unicanto tornou-se internacional. Dessa forma, atrai para Londrina corais de todas as regiões do Brasil e também do mundo, e transforma Londrina num autêntico pólo do canto coral na América do Sul, reconhecido como um dos principais Festival de Coros do Brasil.

A partir da sexta edição, o Festival foi dividido entre fase regional e fase internacional. Os corais da região passavam por uma triagem que selecionava oito coros para participar da fase internacional. Isso propiciou uma disputa saudável entre os coros que, por conseqüência, cresceram tecnicamente e elevaram o nível do Festival, oferecendo ao público bons espetáculos no teatro.

Na sua oitava edição, o Festival inseriu na programação a parte pedagógica, a exemplo de um projeto que existiu na Funarte na década de 1980 denominado Painel de Regência Coral. A organização do Festival estava preocupada com a reciclagem dos regentes dos coros da região, que normalmente não tinham recursos para fazer cursos nos grandes centros.

O resultado foi além do esperado, pois chamou a atenção dos regentes de todo o país que solicitaram que o Painel Unicanto de Regência Coral fosse aberto não só para os regentes da região de Londrina, mas também para os regentes de todo território nacional. Assim foi feito. O que colocou o Festival Unicanto como o maior evento na área do canto coral do Brasil.

A partir da décima edição, devido a dificuldades financeiras, o Festival foi reduzido à fase internacional. Foram extintos, portanto, a fase regional e o painel.

O público estimado por espetáculo no teatro é de 1000 pessoas por dia, atingindo diretamente e indiretamente cerca de 15000 pessoas entre as apresentações oficiais e paralelas.